Gestão de Dados de Pesquisa (RI UFSCar)

Gestão de dados de pesquisa (Dataset)

Os dados de pesquisa compreendem todos os tipos de objetos produzidos em qualquer fase do ciclo de vida da pesquisa. 

Eles devem ser disponibilizados em Repositórios de Dados, que garantem o acesso aberto aos dados de pesquisa e contribuem para o movimento da Ciência Aberta, que propõe a prática da ciência realizada de modo aberto, partilhado, colaborativo e transparente.

É relevante realizar de forma eficaz a gestão dos dados de pesquisa, sendo indicado que o pesquisador elabore um Plano de Gestão de Dados, garantindo que os dados de pesquisa sejam gerenciados e compartilhados, propiciando também maior benefício para o avanço científico e tecnológico.

Com a finalidade de auxiliar as boas práticas no que tange a gestão e compartilhamento dos dados, existe um conjunto de princípios, denominados princípios FAIR (2016) (Findable, Accessible, Interoperable, Reusable), que apresentam orientações para que os dados científicos depositados em repositórios sejam localizáveis, acessíveis, interoperáveis e reusáveis.


Plano de Gestão de Dados (PGD)

O Plano de Gestão de Dados (PGD), ou Data Management Plan (DMP), é um documento formal que descreve os dados produzidos durante um projeto de pesquisa e detalha estratégias de gerenciamento de dados que serão implementadas durante e após a fase de desenvolvimento do projeto de pesquisa.

O PGD também prevê detalhadamente todos os aspectos do gerenciamento de dados que ocorrerão durante todo o ciclo de vida dos dados da pesquisa, quando os dados estiverem sendo coletados, organizados, documentados, compartilhados e preservados.

Segundo o Digital Curation Centre (2014), são perguntas que orientam a construção de um PGD:

  • Quais dados você coletará ou criará?
  • Como os dados serão coletados ou criados?
  • Que documentação e metadados acompanharão os dados?
  • Como você administrará qualquer questão ética?
  • Como você irá gerenciar os direitos autorais e os direitos de propriedade intelectual?
  • Como os dados serão armazenados durante a pesquisa?
  • Como você irá gerenciar o acesso e a segurança?
  • Quais dados deverão ser mantidos, compartilhados e preservados?
  • Qual será o plano de preservação a longo prazo para o conjunto de dados?
  • Como você irá compartilhar os dados?
  • Serão necessárias restrições ao compartilhamento de dados?
  • Quem será responsável pelo gerenciamento de dados?
  • Quais recursos você precisará para implementar seu plano?

O Plano de Gestão de Dados vem se tornando componente obrigatório na fase de submissão de projetos de agências de fomento, sendo que cada agência de fomento à pesquisa possui critérios específicos para o gerenciamento de dados.

Por exemplo, na Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), desde outubro de 2017, é exigido um Plano de Gestão de Dados. É possível encontrar mais instruções da FAPESP pelo link http://www.fapesp.br/gestaodedados.

Existem ferramentas online que ajudam a gerar um PGD, orientando o pesquisador por meio de perguntas em questionários, como a DMPTool. Nela também são disponibilizados modelos de PGD de diferentes agências de fomento e áreas do conhecimento, para as mais diversas áreas do conhecimento.


Como usar a DMPTool

O DMPTool é uma ferramenta gratuita destinada para a criação e gerenciamento de Planos de Gestão de Dados (PGD). Para criar uma conta na DMPTool:

  1. Acesse https://dmptool.org, em Sign in / Sign up informe seu e-mail @ufscar > clique em Continue

  2. Em New Account Sign Up, informe seus dados. Caso não esteja usando um e-mail institucional, informe a sua instituição. Para a criação do perfil com a indicação do vínculo institucional informe o seu e-mail@ufscar. Selecione a caixa de seleção em I accept the terms and conditions e clique em Sign up.

Para fazer o login no DMPTool:

  1. Acesse https://dmptool.org, em Sign in / Sign up informe o e-mail @ufscar e clique em Continue

  2. Em Sign in informe a senha de acesso cadastrada previamente e clique em Sign in

Para criar seu PGD, clique em Create plan (ou Criar plano). Siga as instruções apresentadas no formulário sobre o seu projeto de pesquisa e escolha o modelo de PGD.


Depósito de dados no RI UFSCar

O depósito de dados de pesquisa no Repositório Institucional UFSCar (RI UFSCar) é destinado aos conjuntos de dados provenientes das pesquisas de docentes da UFSCar. 

Na coleção de dados do RI UFSCar é previsto o depósito de todos os dados de pesquisa de docentes com vínculo na instituição, sendo adotado o autodepósito como método de povoamento, onde os próprios autores depositam o conteúdo de suas publicações. As instruções para o autodepósito dos dados de pesquisa estão disponíveis no Manual de autodepósito de dados de pesquisa.

Os repositórios garantem o acesso aberto aos dados de pesquisa das instituições e contribuem para o movimento da Ciência Aberta, que propõe a prática da ciência realizada de modo aberto, partilhado, colaborativo e transparente.

A coleção de Dados de Pesquisa do Repositório Institucional da UFSCar (RI UFSCar) tem como objetivo organizar, armazenar, disseminar e preservar os dados de pesquisa referentes às pesquisas científicas produzidas na instituição. Todo o conteúdo disponibilizado nesta coleção é de acesso aberto.

Para saber mais sobre a gestão de dados de pesquisa e o PGD, acesse o vídeo Por que usar a DMPTool para a gestão de dados de pesquisa? disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=u_MbmzbaCQ0

Em caso de dúvidas ou para mais informações, entre em contato com Departamento de Produção Científica (DePC) do SIBi-UFSCar (​repositorio.sibi@ufscar.br).

Acompanhe o SIBi também pelas redes sociais oficiais